contato@dradeboraoria.com.br || (11) 3071-2843 / (11) 9 4536-6000

Cursos e
Especializações

Formação em
Medicina

Formada em medicina pela Universidade Federal do Ceará – UFC

Residência em Ginecologia e Obstetrícia

Realizou residência médica na área de Ginecologia e Obstetrícia na Universidade de São Paulo – USP

Especialização em Uroginecologia e Cirurgia Ginecológica

Realizou especialização em Cirurgia Ginecológica e Uroginecologia no Hospital das Clínicas – Universidade de São Paulo.

Especialidades

ginecologia
Ginecologia

Cuida da saúde da mulher, tratando doenças do sistema reprodutor (útero, vagina, ovários e trompas) e mamas. O acompanhamento começa na infância e vai até a terceira idade.

obstetricia
Obstetrícia

Lida com fatores relacionados à gestação. Cuida de pacientes, desde a pré-concepção, pré-natal, parto e puerpério, valorizando a saúde e bem estar da mamãe e bebê.

urogenicologia
Uroginecologia

Subespecialidade que envolve urologia e ginecologia com o objetivo de tratar disfunções do sistema urinário feminino e assoalho pélvico.

cirurgia-minimamente-invasiva
Cirurgia Minimamente Invasiva

Esse procedimento é utilizado na ginecologia para acessar a cavidade abdominal, pélvica e uterina, com menores cortes, acesso através de óticas ou por via vaginal, como alternativas às cirurgias com incisões abdominais clássicas.

Na Mídia

Uma mulher chega ao orgasmo quando ela atinge a fase máxima do prazer durante a relação sexual. Porém, uma pesquisa da Faculdade de Medicina da USP, de 2016, concluiu que metade das brasileiras não tem orgasmo durante o sexo.❌O assunto ainda é tabu para muitas mulheres, que podem não saber identificar se chegaram ou não ao orgasmo. A fase máxima do sexo pode ser identificada por meio das reações do corpo, como a lubrificação da vagina, contração e aquecimento do assoalho pélvico. Por serem reprimidas desde a infância, mulheres não conseguem sentir prazer, pois não sabem como funciona o próprio corpo. Por isso, é fundamental se tocar, se masturbar e descobrir qual região sente mais prazer. Testar produtos eróticos pode ajudar nessa descoberta.😉 Dra. Débora Oriá - CRM 158985Ginecologista, Obstetra e Uroginecologista ... Ver maisVer menos
A bexiga hiperativa costuma ser uma das causas mais comuns da vontade excessiva de urinar, porém, o uroginecologista precisa afastar outros possíveis motivos, como inflamações e infecções, cálculos no trato urinário e doenças neurológicas.🚽Assoalho pélvico pouco fortalecido, parto e gravidez também podem estar relacionados com a vontade constante de ir ao banheiro. Um adulto costuma urinar em média de 4 a 6 vezes em um período de 24 horas. Algumas pessoas acordam a noite para ir ao banheiro, isso é normal acontecer uma vez na noite.Se sua frequência urinária for muito maior do que essa média, é indicado procurar um especialista.👩‍⚕️ Dra. Débora Oriá - CRM 158985Ginecologista, Obstetra e Uroginecologista ... Ver maisVer menos