contato@dradeboraoria.com.br || (11) 3071-2843 / (11) 9 4536-6000

Sete dicas para gestantes que sofrem com enjoo

Home > Blog > Saúde da Mulher > Sete dicas para gestantes que sofrem com enjoo
Home > Blog > Saúde da Mulher > Sete dicas para gestantes que sofrem com enjoo

Sentir enjoo em excesso durante a gravidez não é normal, porém essa doença atinge até 3% das gestantes.

Os enjoos e náuseas durante os primeiros meses de gestação são chamados de êmese gravídica e são muito comuns atingindo 50 a 90% das gestantes. Seja por uma indisposição matinal, após a ingestão de algum alimento de difícil digestão ou simplesmente por um cheiro mais forte.

Essa indisposição está relacionada a alteração hormonal, fator psicológico e emocional que envolve todo o trabalho que o organismo de uma gestante precisa fazer para gerar uma nova vida.

Porém, algumas mulheres acabam apresentando um quadro evolutivo das êmeses gravídicas.
“A hiperêmese gravídica é diagnosticada quando a mulher apresenta um excesso de náuseas e vômitos, levando a perda de peso, desidratação ou alterações laboratoriais. Por conta disso, algumas gestantes precisam chegar a ficar internadas para receber soro e tendo um monitoramento mais de perto, para evitar quadros de desidratação ou falta de nutrição para o feto”, contou a ginecologista Débora Oriá.

Esse período no hospital também é importante para afastar outras doenças que podem levar aos mesmos sintomas, principalmente as que afetam o sistema gastrointestinal.

A ginecologista elegeu sete dicas para ajudar as gestantes que estão sofrendo com enjoos.

  1. Se alimente comendo menos quantidade em intervalos menores de tempo
  2. Evitando alimentos muito gordurosos e picantes
  3. Com a ajuda do médico que acompanha o pré-natal observe o ganho ou a perda de peso durante a gestação
  4. Hidrate-se! Enjoos deixam a boca seca e isso pode levar a sensação de mal-estar
  5. Relate os enjoos para o médico e só faça uso de medicamentos para enjoo após orientação do profissional
  6. Faça uso de suplemento de vitamina B6, se necessário, para evitar a náusea
  7. Tome corretamente as vitaminas prescritas pelo médico

Deixe um comentário