contato@dradeboraoria.com.br || (11) 3071-2843 / (11) 9 4536-6000

Casos de infertilidade feminina podem estar relacionados a endometriose

Home > Blog > Saúde da Mulher > Casos de infertilidade feminina podem estar relacionados a endometriose
Home > Blog > Saúde da Mulher > Casos de infertilidade feminina podem estar relacionados a endometriose
Até 50% dos problemas de infertilidade feminina podem estar relacionados a endometriose.

A camada interna do útero é revestida pelo endométrio. Quando não há fecundação, parte do endométrio é eliminado durante a menstruação e o que fica no útero se desenvolve para o próximo ciclo menstrual.

Quando existem células endometriais fora da cavidade uterina, como no ovário, bexiga ou intestino, forma-se um tecido fibrótico e inflamatório, a endometriose.

Esse é um problema comum em uma em cada 10 mulheres e quando descobrem que tem a doença, na maioria das vezes, estão na fase reprodutiva. Até 50% dos problemas de infertilidade feminina podem estar relacionados a enfermidade.

A endometriose dificulta a fecundação por levar distorção e até oclusão das tubas uterinas, impedindo encontro ideal do óvulo com o espermatozoide. Além de criar um ambiente inflamatório indesejado impedindo uma boa nidação (fixação do óvulo fecundado no endométrio) levando a infertilidade.

A endometriose pode ser assintomática, na exceção dos casos, e ser descoberta apenas após uma avaliação de infertilidade. Classicamente os sintomas são: cólicas fortes, fluxo menstrual intenso, dor na hora da relação sexual e dor e sangramento intestinais e urinários durante a menstruação.

Sentir fortes dores durante o período menstrual não é normal, e se essas dores vieram acompanhadas desses sintomas, procure um médico. O diagnóstico de endometriose será confirmado após a realização de exame físico, marcadores laboratoriais (CA125) e exames de imagem como ressonância e ultrassom com preparo intestinal.

Com o resultado dos exames e avaliação clínica, o médico irá propor o melhor tratamento para o caso.

A endometriose não tem cura, mas tem tratamento! Controle dos sintomas, principalmente da dor e melhora da fertilidade são os fatores que guiam o tratamento. O uso de medicamentos com hormônios que bloqueiam o endométrio, como os anticoncepcionais orais, são formas de tratamento e em muitos casos há necessidade de cirurgia. A associação de terapias como fisioterapia e acupuntura as vezes se faz necessário para o controle da dor.

Não há formas de prevenir a endometriose, mas manter hábitos saudáveis, praticar atividades físicas e ter uma alimentação balanceada pode ajudar, principalmente no controle da dor e recidiva.

E lembre-se: ao sentir os primeiros sintomas de endometriose, procure o médico.

Deixe uma resposta