contato@dradeboraoria.com.br || (11) 3071-2843 / (11) 9 4536-6000

Câncer de mama. Previna-se!

Home > Blog > Saúde da Mulher > Câncer de mama. Previna-se!
Home > Blog > Saúde da Mulher > Câncer de mama. Previna-se!
No Brasil em 2020, 66 mil mulheres devem ser afetadas pelo câncer de mama.

Outubro Rosa é o movimento internacional marcado pela campanha de prevenção e diagnóstico precoce de câncer de mama. O movimento ganhou força nos anos 90 e desde então promove a conscientização e acesso maior aos exames de saúde. O símbolo da campanha é o laço na cor rosa.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), baseado nos dados dos Registros de Câncer e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM/MS), somente no Brasil em 2020, 66 mil mulheres devem ser afetadas pelo câncer de mama.

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda mamografia anual após os 40 anos de idade, conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde) e o Ministério da Saúde do Brasil, mulheres entre 50 e 70 anos devem fazer a mamografia uma vez a cada dois anos. Porém, a avaliação médica e individualização do histórico da paciente que vai definir a rotina de exames. É importante que a mulher fique atenta a alterações na mama, e se houver, procure um médico, mesmo se não estiver nessa faixa etária de idade.

O diagnóstico precoce de câncer de mama pode ser feito com auxílio do autoexame, que deve ser realizado todos os meses, entre três e dez dias após o aparecimento da menstruação, ou se preferir em uma data fixa no mês.

O autoexame pode ser feito na frente do espelho e sem roupa. Observe os seios com os braços caídos e levantados. Dobre os braços atrás do pescoço e com as mãos pressione os dedos na superfície da mama. Avalie o tamanho, a forma, cor, saliência e rugas. Esse processo também pode ser feito na hora do banho ou deitada.

 

São considerados sinais e sintomas suspeitos de câncer de mama:

– Nódulo mamário em mulheres com mais de 50 anos;

– Nódulo mamário em mulheres com mais de 30 anos, que persistem por mais de um ciclo menstrual;

– Nódulo mamário de consistência endurecida e fixo ou que vem aumentando de tamanho, em mulheres adultas de qualquer idade;

– Descarga papilar sanguinolenta unilateral;

– Aumento progressivo do tamanho da mama com a presença de sinais de edema, como pele com aspecto de casca de laranja;

– Retração na pele da mama;

– Mudança no formato do mamilo.

 

É possível reduzir em 30% o risco de a mulher desenvolver câncer mama adotando alguns hábitos saudáveis, como:

– Não fumar;

– Não ingerir bebida alcoólica;

– Praticar atividade física;

– Manter uma alimentação saudável;

– Evitar uso de hormônios sintéticos em altas doses.

 

Deixe uma resposta