contato@dradeboraoria.com.br || (11) 3071-2843 / (11) 9 4536-6000

O que é suplementação gestacional e por que é tão importante?

Home > Blog > Gestantes > O que é suplementação gestacional e por que é tão importante?
Home > Blog > Gestantes > O que é suplementação gestacional e por que é tão importante?
Suplementação na gravidez

Quando uma mulher engravida, ela começa a viver um ciclo de transformação intensa em seu corpo, mesmo antes de descobrir sua gestação. É o seu organismo fazendo todas as adaptações necessárias para gerar, nutrir e carregar um novo ser humano, por cerca de 40 semanas. Um momento único para qualquer mulher.

E, entre todas as mudanças, a quantidade de suplementos é uma das mais importantes quando o foco é o desenvolvimento fetal. Os baixos níveis ou a ausência de certas vitaminas e minerais podem interferir diretamente na formação do bebê. E, por isso, é tão necessário falarmos sobre suplementação na gravidez.

O que é suplementação

Manter uma dieta saudável, variada e rica em nutrientes é fundamental para qualquer pessoa, mas quando a paciente está grávida é preciso que seu corpo mantenha uma energia extra. E, neste caso, a suplementação é essencial para oferecer o suporte que o organismo requer. De acordo com o período da gestação e com o perfil clínico da mulher, o médico obstetra irá indicar quais vitaminas ela deve suplementar.

Porque suplementar

Manter os níveis adequados de cada nutriente no organismo da gestante é oferecer ao bebê a fonte de substâncias que ele precisa para a formação dos tecidos, órgãos e de todas as conexões do seu corpo. Quando essas taxas estão abaixo do necessário, as consequências podem ser significativamente ruins. A deficiência de Ácido Fólico, por exemplo, pode levar ao fechamento precoce do tubo neural, ou seja, à má formação cerebral. Já a falta de Magnésio, que é fundamental para a formação cardíaca, pode gerar doenças do coração. E a insuficiência de Vitamina D aumentar o risco de pré-eclâmpsia (hipertensão gestacional), de aborto espontâneo, parto prematuro e de doenças autoimunes. É por tudo isso e muito mais, que os médicos obstetras recomendam a suplementação gestacional como uma prevenção.

Prevenir é sempre melhor

O ideal quando falamos de suplementação é criar uma reserva materna fazendo uma programação metabólica, ou seja, oferecendo tudo o que o organismo necessita naquele momento com o objetivo de prevenir problemas futuros. Para isso, é fundamental que a paciente comece o tratamento antes mesmo de engravidar. Porque é, justamente, durante as primeiras semanas de gestação (quando ela ainda não descobriu a gravidez), que as principais formações acontecem e as fontes de minerais e vitaminas precisam estar mais bem adequadas.

Então, caso esteja em seus planos engravidar em um futuro breve, seu primeiro passo é agendar uma consulta com um médico obstetra para realizar todos os exames preventivos. E, assim, preparar o seu corpo para receber uma gestação com muita saúde e equilíbrio, tanto para a mamãe como para o neném.

 

 

 

Dra. Débora Oriá – CRM 158985
Ginecologista, Obstetra e Uroginecologista

 

Agende sua consulta aqui.

Deixe uma resposta